Paraibano é cotado para vice de Jair Bolsonaro

0
106
Ney, Bolsonaro e Julian

O senador Magno Malta (PR) anunciou na noite de ontem, terça-feira (10), que vai dedicar-se à sua reeleição para o Senado pelo Espírito Santo e não será o vice na chapa de Jair Bolsonaro (PSL) nas eleições deste ano.

Magno disse acreditar na vitória de Bolsonaro para presidente nas urnas e acrescentou que será mais importante para o futuro governo permanecendo no Congresso Nacional.  “O que seria mais importante para o Brasil e para o presidente Bolsonaro: eu calado ou eu como líder no Senado?”, afirmou.

“Ele vai enfrentar uma grande batalha no começo. Eu não posso ficar calado, em berço esplêndido. É como se você pegasse um guerreiro e dissesse, me dá suas armas, senta aí, fica de férias, que depois eu te chamo”, justificou.

Com a decisão de Magno, se tornam reais as chances do ex-senador paraibano, Ney Suassuna, herdar a vaga de vice. Há duas semanas, Suassuna reacendeu seu nome na fogueira das especulações em Campina Grande ao recepcionar e declarar apoio ao presidenciável na Rainha da Borborema.

Na oportunidade, o presidente estadual do PSL, Julian Lemos, enalteceu o trabalho de Suassuna pela Paraíba e destacou que o empresário paraibano, senador por dois mandatos, é um nome considerado para vice de Bolsonaro.

A dificuldade se dá devido a filiação de Suassuna ao Partido Republicano Brasileiro (PRB) que não sinaliza apoio ao projeto de Bolsonaro. Tal articulação teria que ser inicada em Brasília entre as cúpulas do PRB e do PSL.

Veja também:

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY