MP investiga se munícipes estão sendo enterrados entre covas e em valas emprestadas no cemitério de Pocinhos

0
380

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) está investigando se os munícipes na cidade de Pocinhos, na Paraíba, estariam sendo enterrados como indigentes, por falta de vagas no cemitério administrado pela Prefeitura Municipal. A Promotoria de Justiça de Pocinhos instaurou um procedimento administrativo para acompanhar o funcionamento do cemitério e oficiou a administração para dar informações.

Segundo a promotora de Justiça Fabiana Alves Mueller, será averiguado, além da sua regularidade ambiental, se o cemitério está operando no máximo de sua capacidade e obrigando, muitas vezes, o sepultamento dos munícipes em “valas emprestadas” e em locais inadequados, por exemplo, entre as covas e na beira de muros que divisam o cemitério com inúmeras casas, potencializando o risco de contaminações do solo e subsolo, sem mencionar o grave desrespeito à dignidade humana.

O procedimento foi instaurado de ofício após queixas de várias pessoas, inclusive servidores do fórum da cidade, explicou a promotora. Ela disse que tomou conhecimento de que a situação estaria caótica no cemitério e que as pessoas mais humildes não estariam podendo sendo enterradas por falta de espaço.

O prazo dado à administração do Cemitério Público de Pocinhos foi de 15 dias, para apresentar informações quanto à capacidade e regularidade das normas sanitárias e ambientais.

ClickPB