Médico de Michael Jackson confirma que cantor foi castrado quimicamente a mando do próprio pai

0
203
Em entrevista para o jornal The Blast, Conrad confirmou o que muita gente já sabia: "Joe Jackson foi o pior pai da história"

Já se passaram 9 anos desde a morte de Michael Jackson, mas vez ou outra novas informações sobre a complicada e controversa vida do lendário cantor aparecem na mídia internacional.

E após a morte de seu pai, Joe Jackson, que faleceu no último dia 27 de junho, mais uma chocante revelação foi feita pelo médico de Michael, o cardiologista Conrad Murray, declarado culpado de homicídio culposo (que não tem intenção de matar) no caso da morte de Michael Jackson.

Em entrevista para o jornal The Blast, Conrad confirmou o que muita gente já sabia: “Joe Jackson foi o pior pai da história.”

“Michael experimentou a crueldade nas mãos de seu pai. O fato de ele ter sido ‘quimicamente castrado’ para manter sua voz aguda é algo indescritível”, afirmou Conrad Murray. “Espero que Joe Jackson encontre a redenção no inferno”, disse ainda Conrad Murray.

Essa não é a primeira vez que Conrad Murray fala sobre a castração química de Michael Jackson. No documentário “This is it! A Vida Secreta do Dr. Conrad Murray e Michael Jackson”, o cardiologista afirma que Joe Jackson dava injeções de hormônio ao cantor quando ele tinha 12 anos, para curar a acne e prevenir que sua voz mudasse.

Redação com informações do PopLine

Veja também:

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA