Inadimplência cresce em Campina Grande

0
97

O número de consumidores que ficaram com o nome sujo em Campina Grande passou de 771, em setembro de 2017, para 1.146, em setembro deste ano, o que representa uma alta de 49% em um ano. Os dados são do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC).

Apesar disso, os dados do SPC indicam que no último mês de setembro a inadimplência diminuiu em relação ao mês agosto, quando 1.914 pessoas passaram a fazer parte da lista negativa.

No acumulado dos primeiros nove meses do ano, a cidade registrou 10.966 inadimplentes, o que corresponde a uma elevação de 6% se comparado ao mesmo período de 2017, quando foram registrados 10.390 devedores.

Em relação ao número de exclusões do cadastro de devedores, o SPC registrou que 577 pessoas tiveram o ‘nome limpo’ em setembro de 2017 e no mesmo período deste ano foram 841, o que representa um crescimento de 46%.

De acordo o presidente da CDL Campina Grande, Carlos Botelho, a tendência para os próximos meses é de queda na inadimplência, uma vez que os consumidores aproveitam o recebimento do salário extra para sanar as dívidas.

 

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY